Sobre mudanças pessoais

Para aqueles que acham que terapia é apenas desabafo, vou contar uma breve história pra vocês, a respeito do meu processo de mudança e desenvolvimento pessoal.

Eu costumava ser chamada de tímida, esse rótulo começou a estar presente na minha vida  desde os primeiros anos escolares. Das características que um tímido tem, a dificuldade de me expor diante de um público (sala de aula, grupo de amigos), era a que mais me atrapalhava .

Durante toda minha infância e adolescência, passei por algumas frustrações por “ser” dessa forma, a dificuldade em me expor me privou de fazer coisas simples, como comprar lanches na escola, ler em voz alta, expor minhas opiniões.

Durante os anos de faculdade, essa dificuldade ainda me assolava, de maneira mais branda se comparada a infância e adolescência, mas ainda se fazia presente. Nessa época eu era capaz de fazer um excelente trabalho escrito, mas se eu precisasse falar sobre ele, ah… era catastrófico (pelo menos nos meus sentimentos e também nos meus pensamentos). Eu me sentia muito mal, e sempre que possível, eu me esquivava das apresentações de trabalho.

As coisas começaram a mudar, quando em uma disciplina da faculdade, tive a sorte de ter uma professora, que além de muito competente teoricamente, tinha um olhar cuidadoso com os alunos. Juntamente com ela tive a possibilidade de começar a entender as condições passadas e presentes que me levaram a ser daquela forma. Compreender que aquela característica não era inata, me deu esperanças de que alguma mudança fosse possível. Além de me ajudar nessa compreensão, ela me ajudou aos poucos a me expor.

Meu processo de desenvolvimento já havia sido iniciado quando eu comecei a terapia, e se concretizou com a ajuda da minha psicóloga. Com suas habilidades em me fazer refletir, suas orientações, atenção e afeto ela me ajudou superar medos, ganhar autoconfiança e autoestima, contribuindo de maneira linda para meu desenvolvimento pessoal.

Falar em público aos poucos deixou de ser ruim e hoje faz parte do meu trabalho e vida. Falar em público era algo impensável, hoje me dá prazer.

Pra vocês que estão lendo esse texto e se identificam com minha história, quero deixar algumas dicas. E a primeira delas é que vocês compreendam que características complexas, como falar em público, são construções. Se são construções, elas podem ser alteradas. A segunda dica é, saia de sua zona de conforto, se expor é preciso, faça devagar, comece aos poucos. A terceira dica, é sobre sentimentos, ao se expor você se sentirá desconfortável, com medo…faça assim mesmo, não espere o medo ir embora para começar. Essas são dicas e ouro que realmente possibilitam mudanças.

Eu sei que seguir esses passos pode ser difícil para algumas pessoas. E pra você que já tentou dessa forma e por algum motivo não conseguiu, não desista.  Existem profissionais que podem te ajudar nessa superação e desenvolvimento pessoal. Invista em você!

Renata Trovarelli

Anúncios